Marketing Boca a Boca para Rádios: descubra caminhos para estimular essa estratégia na sua emissora

Marketing Boca a Boca para Rádios

Quem trabalha em emissoras, provavelmente já ouviu a expressão Marketing Boca a Boca para rádios. Isso porque esse tipo de estratégia é uma das mais eficazes para fidelização e crescimento do reconhecimento do público. Quem de nós não gosta de trocar experiências? Indicar algo que nos faz bem ou, também, que não deu tão certo assim?

É uma necessidade do ser humano se expressar e estabelecer relações de confiança com outras pessoas, mas também com marcas e empresas. Com o avanço do digital, isso fica ainda mais forte e evidente, se formos encarar o comportamento das redes sociais. Nossas relações através desses meios são reflexos das nossas necessidades. Estamos cada vez mais carentes de compartilhar momentos marcantes e receber dos outros como estão sendo suas vivências.

As marcas já notaram isso se formos encarar a verba destinada nos últimos anos para outros canais de Marketing. Os influenciadores, por exemplo, são considerados por muitos estudiosos do meio como “amigos” dos seus seguidores. Ou seja, aquelas pessoas que confiamos de olhos fechados, tanto para nos darem boas sugestões, como também indicar o que não vale a pena. 

Quando vamos para o meio rádio, isso já é construído diariamente e há anos na relação entre emissora e ouvintes. A confiabilidade e proximidade que o canal gera é algo que ultrapassa fronteiras e entra na vida das pessoas e nas suas relações. Falar sobre Marketing Boca a Boca para Rádios é escrever sobre sua essência. Entretanto, muita coisa mudou e é preciso instigar ainda mais essa fidelização e compartilhamento entre a audiência. 

O Marketing Boca a Boca para Rádios pode ser muito melhor estimulado e efetivo. Quer saber como? Então, continue lendo este post e confira caminhos práticos que você pode implementar ou valorizar ainda mais na sua emissora: 

Marketing Boca a Boca para Rádios: Antes de tudo, conheça sua audiência e tenha um excelente atendimento ao cliente 

Sua intenção agora pode ser pular este item, né? Mas não faça isso.

Parece irônico falar sobre relacionamento, porém muitas rádios ainda pecam nesse quesito. Sejam por não saberem qual a melhor linguagem ou forma de comunicação com sua audiência, como também por não compreenderem a fundo quais são suas demandas, gostos ou até mesmo onde eles moram. 

  • Queremos fazer uma pergunta: como sua emissora recebe, interpreta e, principalmente, UTILIZA as sugestões dos seus ouvintes e anunciantes? 
  • Agora uma outra: seus representantes comerciais procuram anunciantes compreendendo, profundamente, características dos ouvintes? 
  • E, por último: sua equipe artística produz novos programas ou conteúdos levando em conta os dados da sua audiência? 

Se as perguntas acima lhe causaram algum tipo de desconforto ou até mesmo dúvidas sobre a eficácia de seus processos internos, provavelmente, o Marketing Boca a Boca tem muito a melhorar na sua emissora. 

Antes de tudo, o básico precisa ser bem feito. Responda mensagens e comentários dos ouvintes; conheça o perfil de quem se relaciona e participa da sua programação ou ações; saiba quem são aqueles ouvintes fiéis/embaixadores da sua rádio; e procure interpretar as demandas da sua audiência para criar estratégias comerciais ou conteúdos mais assertivos. 

O principal ponto para conquistar indicações e fidelização de ouvintes é tendo um espaço aberto para contribuição, participação e transformação. Como numa marca, seu público quer se sentir pertencente. Querem sentir identificação ao ouvir ou até mesmo ler algum dos conteúdos produzidos pela emissora. É sobre envolvimento. 

Para conquistar um excelente atendimento aos ouvintes, é preciso instigá-lo. Deixar claro como ele pode entrar em contato e participar da rádio. Mesmo que não fale diretamente com o locutor, por exemplo, ele precisa sentir que aquilo vai chegar até o mesmo. 

A rádio precisa estar onde o ouvinte estiver. E o melhor caminho para isso é conhecendo sua audiência. Essa presença e proximidade se criam quando todos os setores da emissora entendem dados importantes sobre sua audiência. Idade, gênero, onde vivem, grau de escolaridade, classe social, como são seus contextos familiares, em que períodos ouvem mais a rádio, quais seus hábitos de consumo e por aí vai…

As chances de se ter sucesso no Marketing Boca a Boca para Rádios cresce exponencialmente quando todas suas equipes centralizam esforços no que tem mais chances de dar certo, levando em conta os dados e pesquisas. 

Conheça o Cadena Online e descubra dados estratégicos da sua audiência 

Marketing Boca a Boca para Rádios:  Desenvolva um programa de recompensas

E não estamos falando de grandes brindes ou prêmios. O simples fato de um ouvinte ter mais chances de ganhar um sorteio por ter compartilhado com mais amigos, já é uma ação de recompensa que estimula o Marketing Boca a Boca para Rádios. 

Como seria possível agradar, encantar e surpreender seus ouvintes? Pense em algumas opções e veja o que é mais viável para colocar em prática por agora. Um agradecimento inesperado ou um elogio em redes sociais pode ser uma recompensa surpreendente.

Quando abordamos recompensas, existem uma infinidade de possibilidades e ações que as emissoras podem tomar. Conteúdos exclusivos, participação em eventos, descontos em anunciantes, brindes, presentes criativos ou um e-mail reconhecendo a audiência e convidando para conhecer os estúdios. 

Dentro do campo de ações promocionais, as recompensas podem vir em forma de interações. Se sua emissora criar um concurso cultural em que os ouvintes devem compartilhar uma foto em rede social e a mais curtida vence, o Marketing Boca a Boca passa a ser feito na prática. Mesmo que, em um primeiro momento, pareça que todos que curtiram aquela foto não vão se converter como audiência para a rádio, no fundo, você está construindo uma “memória/consciência” coletiva sobre sua existência. 

Indo um pouco mais além, uma forma de recompensar e estimular o Marketing Boca a Boca para Rádios é o resgate de participações e e-mail marketing. Falamos muitas vezes sobre isso aqui no nosso blog, mas é porque acreditamos que esses mecanismos são extremamente eficazes para fidelização e impacto comercial entre os anunciantes. 

Nossa dica de sempre é você ter acordos comerciais que envolvam mais benefícios aos ouvintes. Por exemplo: todos que participarem de um sorteio e não ganharem o prêmio, terão direito a 10% de desconto no produto ou serviço daquele anunciante, se mostrarem o e-mail enviado pela rádio. 

Ainda sobre isso, os Cupons de Descontos são estratégias extremamente efetivas para o Marketing Boca a Boca. Além de você poder criar um acréscimo de desconto se houver o compartilhamento por X vezes, receber benefícios em forma de descontos traz uma sensação de poder de compra e recompensa extremamente relevante para o público. Possibilitando envolver muito mais beneficiados do que um sorteio, que normalmente têm um ou dois ganhadores. 

Outra tendência de fidelização e recompensa são os Clubes de Vantagens com descontos e acúmulo de pontos para trocar por diferentes produtos, serviços ou até mesmo conteúdos exclusivos. Hoje, existem alguns tipos de Clubes no mercado e sua emissora pode criar o próprio. Já pensou sobre isso? Se quiser saber mais sobre, fale conosco! 

Marketing Boca a Boca para Rádios

Crie conteúdos virais e factuais

A gente sabe que é muito difícil prever que algo vá viralizar. Mas as emissoras de rádio sabem bem como estimular que algo se popularize ou fazer com que seja esquecido. Sejam músicas ou até mesmo informações. Um fato pode ser relevante ou não, a depender da forma como será contado. 

Por isso, estimule suas equipes a apostarem em formatos criativos de anúncios, conteúdos que mostrem a essência das emissoras ou que estejam atentos ao que está em alta. Uma ferramenta aliada para produtores de conteúdos e diretores artísticos é o Google Trends.  Nele, você consegue acompanhar o que o mundo inteiro está pesquisando e o que está sendo mais relevante entre os usuários.

Pense seus posts em redes sociais, comentários de programas, podcasts, pautas jornalísticas ou até mesmo sua grade musical, no que está na boca do povo. No início de 2021, isso ficou muito em evidência com o Big Brother Brasil. A própria vitória de Juliette foi impulsionada pelas redes sociais e o Marketing Boca a Boca. Até mesmo quem não assiste o reality, deve ter ouvido falar sobre a campeã da edição. 

Por fim, existe algo que quem trabalha com Marketing já ouviu e vale reforçar neste tópico sobre conteúdos virais. Faça sempre um CTA – Call To Action ou, em português, Chamada para Ação. Se você fez um post em rede social e sente que aquilo tem tudo para ser compartilhado, estimule isso ao final da legenda ou da foto com uma frase como esta: “Compartilhe este post com quem precisa saber dessa novidade!”. 

Foque na experiência do ouvinte consumindo sua emissora

Dentro do mercado, fala-se sobre jornada do cliente e funis. O maior erro das emissoras é não considerar que sua audiência também são clientes e com uma jornada de consumo muito semelhante ao de uma compra de produto ou serviço. 

Esse consumo da rádio pode ser tanto dos canais e conteúdos produzidos pela emissora, como, também, da recepção e conversão para os anunciantes. Por isso, sua rádio precisa descobrir a jornada do seu ouvinte e aproveitar cada passo dela para oferecer uma experiência positiva, sem perdê-lo no meio do caminho. 

Por exemplo: se você sabe que boa parte do seu público ouve sua rádio pelo aplicativo e mexe nas redes sociais simultaneamente, você já tem dois estágios de jornadas. Para o comercial, é a oportunidade de criar anúncios instantâneos durante a programação unindo os canais. Para o locutor e equipe artística, é um trunfo para gerar interação, estimulando que a audiência participe do programa em tempo real através das redes sociais. Ao fim, você pode fortalecer ou construir outros canais de comunicação com seus ouvintes focados no digital, como podcasts, streaming de vídeos, melhores amigos no Instagram ou até mesmo um Canal VIP com conteúdos exclusivos. Assim, você nutre sua audiência, fazendo-a consumir outros produtos da sua emissora, criando para empresas anunciantes espaços ainda mais amplos e diversos para divulgação da marca. 

Leia também: Descubra 5 estratégias para aumentar a interação entre rádio e ouvintes

O que você achou desses caminhos para estimular o Marketing Boca a Boca para Rádios? Lembrou de outro tópico importante que deu certo na sua emissora? Conte para gente suas experiências e opiniões nos comentários abaixo. E continue acompanhando nosso blog. Aqui você encontra conteúdos exclusivos para o sucesso da sua rádio. Até a próxima! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *